terça-feira, 26 de junho de 2007

Prólogo - Garra de Jaguar

1598 Era dos Homens, 55º dia do Verão
Floresta das Lótus - Vastidão

O povo da aldeia Brenfor repousava em suas elevadas choupanas construídas sobre árvores - inclusive Garra de Jaguar -, que abraçava a filha como quem protege uma flor duma tempestade. Seu rosto contraía-se numa expressão de medo.

O sono dos Vallanir é cercado de mistérios, porque é durante tal repouso que lhes são revelados muitos segredos sobre o mundo. Não sei ao certo o que são essas visões, porque nem mesmo eles conseguem traduzi-las por completo. Mas naquela noite Garra de Jaguar sabia muito bem o que via.


A Vastidão Mizztiana – embora perigosa – era uma região de beleza plena, tingida dum verde profundo durante o verão, com manadas de cavalos selvagens que cavalgavam por sobre as planícies aqui e acolá. A mente do elfo visualizava a mesma região, mas não era exatamente esta cena de harmonia. Naquele momento, de alguma forma a mente do druida retratava algo desolador, inefável. Viu sua floresta definhar como um pergaminho velho atirado às chamas, e ouvira gritos, ouvira sua preciosa filha chorar.


Acordou. As finas cortinas dançavam com a brisa. Garra de Jaguar se levantou e caminhou até a varanda, ainda perplexo. Esbarrou em seu amigo felino que se regozijava sonolento num tapete, o animal sequer o encarou, mas serpenteou a calda num cumprimento breve. Lá fora as luzes mágicas de Brenfor eram como estrelas espalhadas entre as árvores, iluminando as varandas de tantas outras choupanas. O elfo as observava, impassível, sabia que de alguma forma deveria interpretar sua visão, afinal disseram-lhe na infância que possuía “um dom incomum, fruto da magia das constelações”. Boa parte disso seria considerada por ele uma superstição exarcebada, caso não tivesse presenciado pessoalmente um acontecimento destes, anteriormente previsto num sonho.


Justamente perdido nestes devaneios, naquela madrugada, que ouvira o primeiro grito de agonia escoar pela floresta. Era uma lamúria medonha demais para ter saído da garganta de um ser vivo. Seu amigo felino arrepiara-se instintivamente enquanto aves alçaram vôo assustadas. Garra de Jaguar desceu as escadas de sua choupana sem saber exatamente o que faria, as árvores agora eram pilares vivos segurando casinhas de palha, olhos esguios escondiam-se nas cavidades cavernosas de tantas raízes e troncos. Espíritos? 

Caminhou a apressados passos na direção do poço da vila, onde eram celebrados os ritos de sua comunidade e constatou que muitos outros já se aglomeravam ali num silêncio quase sepulcral. Apenas um uivo feminino podia ser ouvido, carregado de exasperação. O elfo sentiu um calafrio ao se aproximar para ver o que já sabia, desviou de um e outro até contemplar uma carcaça putrefata no chão. Uma velha anciã, cujos longos fios brancos pendiam da cabeça, estava ajoelhada ao lado de uma criatura.

– Aconteceu!
- disse com um olhar vazio. E repetiu muitas vezes para si mesma.


Era apenas um lobo da floresta. Animais comuns naquela parte de Nen Vallanir, que rondavam a aldeia procurando alimento fácil. Mas naquele momento a criatura estava estirada e seu inchado corpo continha vermes que se espremiam nas chagas, nadando em mucos de cores diversas.

Um animal apodrecido jamais assustaria o povo de Brenfor, pois eram caçadores habilidosos e não temiam a natureza das coisas. Para eles, mesmo um verme faz parte do grande círculo da natureza, como todos os vivos. E por mais desprezível que uma larva de mosca possa ser, deve ter sua vez, ainda que na morte de outros.

Mas aquela carcaça nefasta – por mais que lembrasse a morte – estava viva.

6 comentários:

Fábio disse...

SOU O PRIMEIRO!!!! OH YES MOTHER FUCKER!!!!

CARA! TÁ MASSAAAAAAAAAAAAA... DU KRALHO, FODÁSTICO DA POHA... VAPAPUTAQUIPARIUUUUUUUUUU UAHUAHUAHUAHUAHAUHA

TO LKO PRA JOGAR.....

mim_o_sabio disse...

Muito bom. Tenho esperança do jogo e do Blog continuar crescendo. Parabéns pela iniciativa e competência XD.

Desire disse...

A concepção da arte está perfeita, privilégio meu meu ter acompanhado a criação. Vejo vocês turma no mesmo dia, local e hora.

Vexaminador N°15 disse...

Rapaz!!! O blog ta finissimo! A aventura vai de vento em poupa e ainda me pergunto: COMO VAI SER O MEU NOME????????????????????????

Digo que aceito sugestões...


---
Sprobow é a mãe!!!

Anônimo disse...

[url=http://firgonbares.net/][img]http://firgonbares.net/img-add/euro2.jpg[/img][/url]
[b]buy cheap software review, [url=http://firgonbares.net/]nero 9 clean tool[/url]
[url=http://firgonbares.net/][/url] microsoft student software discounts microsoft sql server software
educational software program [url=http://firgonbares.net/]order entry software[/url] BPM Studio 4 Pro
[url=http://firgonbares.net/]www macromedia software flash[/url] Edition Mac Retail
[url=http://firgonbares.net/]coreldraw graphics suite x4 v14.0.0.567 keymaker only-core[/url] price comparision software
antivirus software to buy [url=http://firgonbares.net/]office related software[/b]

Anônimo disse...

[url=http://hopresovees.net/][img]http://vonmertoes.net/img-add/euro2.jpg[/img][/url]
[b]buy software for students, [url=http://hopresovees.net/]oem software work[/url]
[url=http://vonmertoes.net/][/url] software for grocery stores cheap pc software
sales of software [url=http://bariossetos.net/]discount software discount game software[/url] downloadable games software
[url=http://vonmertoes.net/]to buy student software[/url] purchasing oem software
[url=http://hopresovees.net/]discount language software[/url] autocad job ireland
buy adobe photoshop com [url=http://vonmertoes.net/]acdsee pro 2 ebooks torrents[/b]